Coronavírus

Acreditamos que juntos podemos parar o vírus!

Como está a correr a sua semana até agora? Como está a lidar com as notícias acerca do coronavírus?

Muitos de nós estamos neste momento a sentir algum nervosismo e ansiedade, especialmente quando os nossos filhos chegam em casa com muitas perguntas e informações erradas de colegas ou amigos.

Todas as crianças têm perguntas, mas se tem uma criança com um temperamento sensível ou propenso à ansiedade, estes momentos podem ser especialmente desafiadores.

Ainda não temos uma noção clara da expressão do corona vírus no nosso país.  Mas sabe-se que as crianças e jovens saudáveis podem lidar facilmente com o vírus e recuperar rapidamente. Isto significa que os papás podem dar um suspiro de alívio.

Mas é igualmente importante relembrar que os nossos filhos não são imunes ao medo e ao pânico que se tem gerado ao seu redor. Assim sendo, é da nossa responsabilidade como pais e adultos comunicar aos nossos filhos o que se passa de forma a mantê-los seguros e tranquilos.

É natural que estas questões sobre o vírus tragam alguma ansiedade à família e à própria criança. Como pais não sabemos todas as conversas ou imagens que o nosso filho presenciou sobre o tema, nem os rumores gerados acerca dele. Portanto, é importantíssimo saber o que falar ao seu filhote numa altura como esta.

Saiba mais: https://forbabiesbrain.com/com-ajudar-as-criancas-a-lidar-com-o-coronavirus/

Um movimento para combater o COVID-19

Os nossos governos estão a ter muita dificuldade em conter a propagação do SARS-CoV-2 e conter a pandemia do COVID-19. Reações lentas, políticas públicas de apaziguamento e um desejo de estabilizar a economia impedem-nos de tomar as medidas necessárias para proteger milhões de pessoas desta doença. É hora de nós, como cidadãos deste planeta, agirmos agora e fazer a nossa parte no combate ao COVID-19.

Vamos ser francos: Por favor fique em casa

O manifesto de quarentena voluntária

Uma vez que ainda não existe um tratamento eficaz e a vacina pode demorar pelo menos um ano a sair, a única forma eficaz de manter a epidemia de coronavírus sob controlo é dar ao vírus menos hipóteses de propagação. A lista que se segue de ações, ordenada da mais fácil de implementar à mais eficaz na luta contra a pandemia, deve servir como um conjunto de diretrizes para as pessoas que desejam aderir ao movimento e agir, enquanto os responsáveis ​​continuam a negligenciar.

  1. Não entre em pânico, mas esteja alerta.
  2. Lave as mãos frequentemente e quando tossir ou espirrar faça-o para o braço.
  3. Tente tocar o rosto o menos possível, incluindo a boca, o nariz e os olhos.
  4. Pratique o distanciamento social, sem abraços e beijos, sem apertos de mão, sem cinco. Se necessário, use alternativas mais seguras.
  5. Não vá a concertos, peças de teatro, eventos desportivos ou quaisquer outros eventos de entretenimento de massas.
  6. Evite visitar museus, exposições, cinemas, discotecas e outros locais de entretenimento.
  7. Fique longe de reuniões e eventos sociais, como reuniões de clube, serviços religiosos e festas privadas.
  8. Reduza ao mínimo a quantidade de viagens. Não faça longas distâncias, a não ser que seja absolutamente necessário.
  9. Não use transportes públicos, a não ser que seja absolutamente necessário.
  10. Se puder trabalhe a partir de casa. Incentive a sua entidade patronal a permitir trabalho remoto, se possível.
  11. Substitua o maior número possível de interações sociais por alternativas remotas, como telefonemas ou conversas por vídeo.
  12. Não se esqueça de se abastecer de comida e água.
  13. Não saia de casa se não for absolutamente necessário.

Lembre-se de que não há ações certas ou erradas a serem tomadas. Faça aquilo com que se sente confortável e que não ponham em risco a sua forma de sustento. Não se despeça do trabalho mas tenha em conta que todos os comportamentos contam.

Por que é tão importante

O SARS-CoV-2 é um vírus altamente infeccioso e potencialmente mortal que causa uma doença respiratória chamada COVID-19. Você pode conhecê-lo por 2019-nCoV, novo coronavírus, coronavírus Wuhan, China ou gripe Wuhan, ou simplesmente coronavírus. Todos eles se referem ao mesmo vírus que este movimento está a tentar parar.

Nos últimos meses e semanas, o vírus e a doença associada foram comparados repetidamente com o vírus influenza e a gripe sazonal. Devido à sobreposição de sintomas e gravidade aparentemente semelhante, essa comparação ocorre naturalmente para muitas pessoas. No entanto, tendo em conta ao que sabemos até agora sobre esse novo vírus, a ameaça que ele representa para a sociedade não é facilmente descartada.

  1. Mais contagioso do que a gripe

Com um R0 estimado entre 1,4 – 6,49 e uma estimativa média de 3,28 [1], o SARS-CoV-2 é muito mais infecioso e espalha-se muito mais rápido do que a gripe sazonal, que tem um R0 mediano de 1,28 [2].

  1. Mais mortal do que a gripe

A chamada taxa de mortalidade de casos (CFR) da SARS-CoV-2 é estimada em cerca de 2%, o que significa que, infelizmente, cerca de 2% das pessoas diagnosticadas com COVID-19 irão sucumbir. Em comparação, a CFR da gripe sazonal é estimada em cerca de 0,1%, isto significa que a SARS-CoV-2 estimadamente é cerca de 20 vezes mais mortal que a gripe sazonal.

  1. Possibilidade de sintomas graves

Estima-se que 15 a 20% dos indivíduos infetados sofrem de sintomas graves que requerem atenção médica, incluindo pneumonia com falta de ar e diminuição da saturação de oxigénio no sangue.

  1. Sem tratamento, sem vacina, sem imunidade

Como o SARS-CoV-2 surgiu recentemente, não há tratamento bem estudado para o COVID-19 e são necessárias mais pesquisas para tratar as pessoas infetadas de forma eficaz. Da mesma forma, ainda não existe vacina para SARS-CoV-2  e o desenvolvimento dessa vacina levará um tempo significativo. Sem vacinas e sem imunidade prévia e disseminada, qualquer pessoa é um alvo suscetível à infeção. Embora a maioria das pessoas infetadas sofra apenas de sintomas leves, essa falta de imunidade pode levar a doenças graves numa quantidade significativa de indivíduos em risco.

  1. Crescimento exponencial

Devido à falta de imunidade a esse novo vírus, a totalidade da população humana é o limite superior de possíveis infeções. E embora o crescimento exponencial pareça lento no início, pode levar a números insondáveis ​​em pouco tempo. Com o número de pessoas infetadas atualmente a subir para o dobro em poucos dias, os nossos sistemas médicos estarão potencialmente sobrecarregados, o que levará a um maior número de mortes, devido ao fato de as pessoas não receberem os cuidados de saúde que precisam.

 

Ao aderir a este movimento e, portanto, limitar as possibilidades de novas infeções, não está apenas a  proteger-se a si, mas também a ajudar a conter e limitar a disseminação para todos os outros, especialmente aqueles que correm maior risco de sofrer graves consequências desse vírus.

Se se importa com esta causa, partilhe-a nas redes sociais, via e-mail ou apenas conte a seus amigos e familiares. Mas #PorFavorFiqueEmCasa. #StayTheFuckHome

 

Adaptação e tradução  de https://staythefuckhome.com/

ATIVIDADES PARA CRIANÇAS DE TODAS AS IDADES

COMO LIDAR

COMO PREVENIR

PERGUNTAS FREQUENTES

O que é o Coronavírus (COVID-19)?

Os coronavírus são virus comuns que causam gripes e infecções do trato respiratório. No final de 2019, um novo tipo de coronavírus começou a afetar pessoas na China. Alguns dos primeiros casos foram diagnosticados em pessoas que visitaram um mercado que vendia frutos do mar e animais vivos.Quando os vírus se transmitem de animais para as pessoas, os especialistas em saúde podem demorar um pouco mais para entender todas as caracteristicas   do vírus e a forma como ele se transmite.

O corona vírus é perigoso para as crianças?

Os especialistas ainda estão a investigar o COVID-19, portanto ainda não temos muitas informações sobre ele. Sabemos que existem  muito menos casos do vírus relatados em crianças. A maioria deles foi contagiado por alguém com quem morava ou por um  membro da família. O vírus parece causar uma infecção mais leve em crianças do que em adultos ou idosos.

Ligue para o seu médico se o seu filho:

# está doente e viajou para a China ou outro país onde muitas pessoas têm coronavírus (COVID-19)
# teve contato com alguém que se pensa ter coronavírus (COVID-19) nos últimos 14 dias

No momento, o sarampo e a gripe são problemas muito maiores para as crianças do que o COVID-19. Verifique se o seu filho tem as vacinas em dia.

Como falar às crianças acerca do corona vírus ?

É natural que estas questões sobre o vírus tragam alguma ansiedade à família e à própria criança. Como pais não sabemos todas as conversas ou imagens que o nosso filho presenciou sobre o tema, nem os rumores gerados acerca dele. Portanto, é importantíssimo saber o que falar ao seu filhote numa altura como esta.

Seguem-se algumas estratégias importantes a adotar numa possível conversa sobre o tema:

  1. Primeiro procure tranquilizar-se a si e esclarecer-se à cerca do tema para fornecer informações verdadeiras e claras, adaptadas à compreensão do seu filho;
  2. Quando falar com o seu filho sobre o assunto pergunte-lhe o que ele já ouviu falar sobre isso, para que possa partir desse ponto e esclarecer eventuais receios e informações enganosas;
  3. Use as conversas com seu filho como uma oportunidade para o tranquilizar e dar informações apropriadas à idade;
  4. Por favor evite ter a televisão ligada quando estão a dar notícias relativas ao corona vírus;
  5. Ensine a correta higienização e explique o papel dela na prevenção;
  6. Esteja consciente de que o seu filho pode ter receio que você morra, então prepare um discurso no sentido de tranquilizar esse receio, falando por exemplo que este vírus pode causar a morte apenas em populações frágeis;
  7. Prepare-se para lidar com reações de medo do seu filho, umas mais óbvias do que outras (pesadelos, andar mais agarrado e mais exigente, fazer mais birras). Um discurso simples, divertido e libertador dos medos e com dicas importantes poderá ajudar os papás.

Quais são os sinais e sintomas do Coronavírus )?

O coronavírus (COVID-19) causa febre, tosse e dificuldade em respirar. Os sintomas são um pouco como aqueles que tem a gripe. O vírus pode ser mais grave em algumas pessoas, especialmente se estiverem doentes ou tiverem problemas de saúde prévios.

Como se transmite o Coronavírus ?

Os especialistas ainda estão  a investigar a forma de transmissão do COVID-19 . Em geral, os coronavírus transmitem-se através de gotículas projetadas para o  ar quando as pessoas tossem ou espirram. Algumas pessoas que ficaram doentes com COVID-19 tiveram contacto com pessoas que tinham o vírus.

Como me posso proteger do Coronavírus ?

Como com outros vírus, as melhores formas de se proteger a si e à sua família são:

  • Evite o contato com pessoas doentes.
  • Lave bem as mãos e com frequência. Lave por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou use desinfetante para as mãos com pelo menos 60% de álcool. Ensine seus filhos a fazer o mesmo.
  • Tente não tocar nos olhos, nariz e boca, especialmente se você não lavou as mãos.
  • Limpe e desinfete superfícies e objetos que as pessoas tocam muito.
  • Antibióticos não podem tratar vírus, então eles não irão ajudar com o coronavírus. Os medicamentos para a gripe também não funcionam porque o coronavírus é diferente do vírus da gripe.

Especialistas em todo o mundo estão a investigar e a rastrear o coronavírus (COVID-19). Todos os Países  estão  a tomar medidas para impedir que o virus se espalhe. Isso significa identificar as pessoas que têm o vírus e qualquer pessoa com quem elas entrem em contato.

Como é tratado o Coronavírus ?

A maioria das pessoas com COVID-19, incluindo crianças, não desenvolve complicações sérias. Depois de consultar um médico, a maioria melhora com repouso e líquidos. As pessoas que estão muito doentes recebem atendimento nos hospitais com ajuda respiratória, fluidos intravenosos e outros tratamentos.